Ads 468x60px

Garrafões de água terão de ser vendidos com selo da Sefaz a partir de sábado, 01

A partir deste sábado (1º), todos os garrafões de 20 livros de água mineral terão que ser vendidos ao consumidor com um lacre da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz). Caso a secretaria flagre algum garrafão irregular, a multa é de R$ 90. A medida, segundo a Sefaz, é para garantir a procedência da água e para combater concorrência desleal e a sonegação de impostos no setor. A obrigatoriedade do selo estava em vigor desde o início de outubro para as empresas envasadoras, que já foram alvo de operações especiais de fiscalização ao longo do mês. A Sefaz realizará em novembro operações especiais para fiscalizar o cumprimento da obrigação. Consumidores que quiserem podem conferir a autenticidade do selo acessando o ícone "SELO FISCAL - AUTENTICIDADE" www.sefaz.ba.gov.br e digitar o número de série do produto, informado em cada selo. Caso encontre alguma irregularidade, o cidadão pode denunciar através do 0800 0710071 ou do 71 3118-1555 (ligações de celular da Região Metropolitana de Salvador). Existe ainda a opção de fazer a denúncia via WhatsApp, pelo 9990-0071, que fica disponível 24 horas, ou pelo próprio site da Sefaz-Ba. (Correio)

PSDB pede ao TSE auditoria na apuração de votos da eleição

O PSDB apresentou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um pedido de auditoria especial no sistema de votação, apuração e contagem dos votos das eleições deste ano. A solicitação foi feita pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), no final da tarde desta quinta-feira (30). Em nota oficial, divulgada no site do diretório estadual do partido em São Paulo, o PSDB afirma que possui "absoluta confiança de que o TSE cumpriu seu papel", mas diz que diversas "denúncias sobre fatos ocorridos durante a votação" aconteceram no último dia 26 de outubro, data do segundo turno das eleições. "Com a introdução do voto eletrônico, as formas de fiscalização, auditagem dos sistemas de captação dos votos e de totalização têm se mostrado ineficientes para tranquilizar os eleitores quanto a não intervenção de terSegundo o deputado, o pedido "nada tem a ver com o pedido de recontagem ou questionamento do resultado" das eleições, que deram a vitória para a candidata Dilma Rousseff (PT) na disputa pela Presidência da República. "É um pedido de auditoria no sistema, com o acompanhamento do TSE e de técnicos indicados pelos partidos, para evitar que esse sentimento de que houve fraude continue a ser alimentado nas redes sociais", afirma o deputado.ceiros nos sistemas informatizados", diz a nota. O pedido, segundo o partido, pretende manter a confiança dos cidadãos brasileiros em suas instituições na democracia do País. "O que pretendemos com essa medida judicial é garantir que todo e qualquer cidadão também possa ter a certeza de que nossos representantes políticos são, de fato, aqueles que foram escolhidos pelo titular da soberania nacional: o povo brasileiro", diz a nota oficial. O TSE ainda não se pronunciou sobre o pedido protocolado nesta quinta-feira. (Terra)

Silvio Santos pede programa especial sobre Edir Macedo

Se Rede Record e Globo não se dão bem, com o SBT o clima é de amizade. Tanto é que o dono da emissora, Silvio Santos, encomendou um programa especial para mostrar a vida de Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Record. O apresentador Roberto Cabrini foi escalado para fazer uma reportagem especial sobre o líder religioso, mostrando toda a história de Macedo, desde o começo de seu ministério até os dias de hoje. Segundo o colunista Flavio Ricco, o Templo de Salomão será o capítulo final desta matéria, a megaigreja localizada no bairro do Brás mostra todo o poder que a Igreja Universal possui no Brasil e no mundo, já que a obra faraônica custou mais de R$ 600 milhões. O programa “Conexão Repórter” com a história de Edir Macedo não tem data para ser exibido, mas o jornalista garante que além do líder da Universal, as trajetórias de Roberto Marinho, dono da Globo, e Johnny Saad, da Band, também serão contadas em outros programas especiais. Vale lembrar que Edir Macedo lançou uma trilogia com sua biografia. Os dois primeiros livros foram as obras mais vendidas no Brasil e também em outros países do mundo, sucesso que o terceiro livro da série deve repetir. A biografia assinada por Douglas Tavolaro também deve ser adaptada para o cinema.

Procuradoria eleitoral pedirá cassação de eleitos por uso ilegal de igrejas


A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE-RJ) vai pedir a cassação dos diplomas do deputado federal reeleito Francisco Floriano (PR) e do recém-eleito deputado estadual Milton Rangel (PSD), além de três religiosos das igrejas Mundial do Poder de Deus e Universal do Reino de Deus. Todos devem responder por abuso de poder econômico em virtude de terem usado templos em atividades da campanha eleitoral, o que não é permitido pela legislação. Segundo a PRE, os réus serão julgados por buscarem votos em celebrações religiosas, e podem ficar inelegíveis por oito anos. Um dos religiosos é Leonardo Carlos Machado, o pastor Léo, da Igreja Mundial do Poder de Deus, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Fiscais da Justiça Eleitoral apreenderam panfletos, cartões e adesivos que divulgavam as candidaturas de Floriano e Rangel. Os bispos Daniel Santos e Junior Reis, da Igreja Universal também são réus. A acusação contra eles é de uso dos templos de Del Castilho, na zona norte, e de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, para promoção dos candidatos a governador Marcelo Crivella (PRB), a deputados federais Roberto Sales e Rosângela Gomes (PRB) e a deputados estaduais Tia Ju (PRB) e Benedito Alves (PMDB). As ações movidas pelo procurador regional eleitoral, Paulo Roberto Bérenger, foram protocoladas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ). Para ele, os templos não podem ser transformados em comitês eleitorais. “Em uma democracia a liberdade religiosa é plena, o que é inadmissível é a transformação de templos religiosos em comitês eleitorais”, analisou. Informações da Agência Brasil.

Conheça os 10 melhores livros da literatura brasileira

O dia Nacional do Livro é comemorado nesta quarta-feira, em homenagem à data de fundação da Biblioteca Nacional, 29 de outubro de 1810. Nesses 204 anos, incontáveis obras foram publicadas de Norte a Sul, evidenciando a qualidade da literatura nacional. E sabe quais são as principais obras? É difícil definir, mas o Terra, em parceria com a Nuvem de Livros, elencou dez que são essenciais.
Confira a lista:
1. Dom Casmurro, de Machado de Assis: O romance é narrado em primeira pessoa por José Bento, o Bentinho (apelidado, na velhice, de Dom Casmurro, por viver recluso e solitário), que tenta reviver emoções afetivas com o objetivo de reconstituir o passado e sua história amorosa com Capitolina (apelidada Capitu). Torturado pelo ciúme, por não saber se Capitu havia ou não o traído com o amigo Escobar, Bentinho não consegue mais suportar a presença da mulher e do filho Ezequiel. Decide, então, separar-se deles. Em seguida, faz uma viagem com a família à Europa, onde ficam Capitu e Ezequiel. Bentinho volta sozinho ao Brasil. Após alguns anos, Capitu morre, sem ter retornado ao País ou revisto o marido. Ezequiel, já moço, faz uma única visita ao pai, morrendo pouco depois numa viagem de estudos ao Oriente. Bentinho, já velho, fecha-se cada vez mais na sua vida solitária, quando passa a ser chamado de Dom Casmurro. É nessa fase que decide escrever a história de sua vida.
2. Amálgama, de Rubem Fonseca: Em ‘Amálgama’, mais novo livro de contos de Rubem Fonseca, residem todos os elementos (o erotismo, a violência, a velocidade narrativa, o clima noir) que consagraram o autor de Lúcia McCartney. Rubem Fonseca consegue construir uma narrativa que se desenha ao longo dos contos e, ineditamente, das poesias. Personagens e situações unidos pela tristeza, pela dor, pela raiva, pelo fracasso, pela ternura e pelo amor, um verdadeiro amálgama de vidas que se constroem e se destroem num instante.
6. Morangos mofados, de Caio Fernando Abreu: A busca, a dor, o fracasso, o encontro, o amor e a esperança estão presentes na série de contos que se entrelaçam como se fossem um romance nesta obra.
7. Grande sertão: Veredas, de Guimarães Rosa. Na obra de Guimarães Rosa, o sertão é visto e vivido de uma maneira subjetiva e não apenas como uma paisagem a ser descrita, ou como uma série de costumes que parecem pitorescos. Sua visão resulta de um processo de integração entre o autor e a temática. Dessa integração a linguagem é o reflexo principal. Para contar o sertão, Guimarães Rosa utiliza-se do idioma do próprio sertão, falado por Riobaldo em sua narrativa. São os elementos básicos da condição humana que, em última análise, encontramos em 'Grande Sertão - Veredas' o que ela tem de mais fundamental: o amor, a morte, o sofrimento, o ódio, a alegria.
3. Macunaíma, de Mário de Andrade: Mario de Andrade publicou 'Macunaíma' em 1938. Por falta de editora, a tiragem do romance foi de apenas 800 exemplares, mas o livro foi festejado pela crítica modernista por sua inovação narrativa e de linguagem. Macunaíma é o herói sem caráter, símbolo de um povo que não descobriu sua identidade. Uma releitura do folclore, das lendas e mitos do Brasil, escrita numa linguagem popular e oral.
4. Vestido de noiva, de Nelson Rodrigues: ‘Vestido de noiva’ consolidou Nelson Rodrigues como um dos nomes mais importantes da dramaturgia nacional. Enquanto se recupera no hospital depois de ser atropelada, Alaíde é assombrada por lembranças de seu passado conflituoso e as de madame Clessi, uma prostituta do começo do século 20. Encenado pela primeira vez em 1943, Vestido de noiva, que se articula em três planos cênicos (alucinação, memória e realidade), foi o primeiro grande sucesso de público de Nelson Rodrigues.
5. Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto: Patriota doente, Quaresma teria enlouquecido se a Revolta da Armada não lhe desse a oportunidade de provar seu amor à pátria. Mas que pátria? Funcionários civis e militares sugando o Estado em benefício próprio? Criticando os costumes políticos brasileiros, o romance enfatiza a necessidade de se repensar nossa realidade social, constituindo um grito de protesto em meio à indiferença geral.
8. Reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato: Reinações de Narizinho, um clássico da literatura infantil brasileira que continua atual como nunca, reúne histórias escritas por Monteiro Lobato em 1920. O livro narra as primeiras aventuras que acontecem no Sítio do Picapau Amarelo e apresenta Emília, a boneca de pano tagarela e sabida; Tia Nastácia, famosa por seus deliciosos bolinhos; Dona Benta, uma avó muito especial; e sua neta Lúcia, a menina do nariz arrebitado. Lúcia, mais conhecida como Narizinho, é quem transporta os leitores a incríveis viagens pelo mundo da fantasia. Tudo começa com uma inesperada visita da neta de Dona Benta ao Reino das Águas Claras e com a chegada de seu primo, Pedrinho, ao Sítio, para mais uma temporada de férias. Depois do passeio pelo Reino das Águas Claras, as reinações de Narizinho ficam ainda melhores. As crianças se divertem fazendo o Visconde com um sabugo de milho e planejando o casamento de Emília com o leitão Rabicó.
9. Horas de desespero, Pedro Bandeira: Um grupo de presidiários foge da prisão levando o diretor como refém. Um dos condenados sugere que o grupo se esconda na escola da favela, onde ele estudou e que conhece muito bem. Os alunos e professores também são feitos reféns e a polícia cerca a escola. Os bandidos ameaçam matar as crianças, caso seus pedidos não sejam atendidos. Somente com muita coragem e heroísmo essa situação poderá ser resolvida sem que vidas sejam perdidas.
10. A morte e a morte de Quincas Berro D'Água, de Jorge Amado: Se arte tenta, sem entrar em discussões conceituais, ao menos abarcar com força os seres humanos, mudá-los de lugar, fazê-los sentir cheiros e gostos, ter novos questionamentos e anseios, então, não há dúvidas: ‘A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Água’ é uma obra de arte da maior grandeza. Neste curto romance, Jorge Amado conta a história da morte (ou das mortes, como saberá o ouvinte) de Quincas Berro D'Água. Quincas é um funcionário público que deixa a enfadonha vida em família e o dia-a-dia burocrático para viver como bem entende, bebendo cachaça e amando as mulheres e o mar. Sua morte põe em xeque os valores e sentimentos da família, dos amigos e da própria sociedade. Quem é o defunto? É o respeitável funcionário Joaquim? Ou o vagabundo beberrão que vagava pelas ruas de Salvador? O ligeiro sotaque da atriz Nevolanda Pinheiro, também nascida na terra de Jorge Amado, encarrega-se de ressaltar o recheio de humor e lirismo que o escritor baiano usa para contar direitinho como tudo aconteceu. Por que a fama de Quincas correu o mundo? De onde veio o apelido de Berro D'Água? Quem eram seus amigos, sua família e sua companheira? Por fim, como foi que Quincas morreu?

Deborah Secco perde processo que pedia indenização por fotos extras na Playboy

A 4ª turma do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de indenização da atriz Deborah Secco pela publicação de suas fotos na revista Playboy, em 2002, fora da edição que havia concordado em participar. Uma edição especial de Natal estampava a atriz na capa sem que ela tivesse consentido, mas o colegiado não classificou como ofensa a direito autoral, pois "a titularidade da obra pertence ao fotógrafo, e não ao fotografado". De acordo com Deborah, o contrato permitia republicações de fotos, mas não autorizava seu uso como capa em uma edição posterior e, ainda, permitia a republicação de, no máximo, quatro imagens por revista, enquanto a edição especial tinha publicado seis delas. A atriz alega que a Editora Abril não teria lhe pago nenhum extra pela edição especial. "É o fotógrafo o detentor da técnica e da inspiração, quem coordena os demais elementos complementares ao retrato do objeto, como iluminação; é quem capta a oportunidade do momento e o transforma em criação intelectual, digna, portanto, de tutela como manifestação de cunho artístico", explica o ministro Luis Felipe Salomão, relator do recurso. Luis explica que o fotografado pode alegar direito à indenização por violação do direito de imagem por haver proveito econômico, mas o recurso da atriz não alegava violação do direito de imagem para fins comerciais, apenas limitando-se a uma violação de direitos autorais.

Comissão do Senado aprova mudanças para flexibilizar porte de drogas

Nesta quarta-feira (29) Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou nesta quarta-feira o relatório do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), que permite uma flexibilização na lei que trata das drogas. A proposta ainda depende de aprovação de outras quatro comissões de senadores para ser colocada em votação no plenário, antes de virar lei. O relator incorporou mudanças que foram sugeridas pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, um dos defensores da descriminalização. Uma dessas alterações estabelece um parâmetro para diferenciar usuário de traficante.  De acordo com o projeto, será considerado usuário aquele que portar quantia de droga suficiente para consumir durante até cinco dias. O volume da droga deverá ser calculado a partir de limites a serem definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). FHC sugeriu 10 dias, mas o senador sergipano optou pela metade. "Optamos por seguir a tendência que já vem sendo encampada pelo Judiciário, que é de permitir a importação de 'canabinoides' para uso medicinal, em casos específicos de certas doenças graves", disse Valadares. 

Bruna Marquezine usa decote ousado em premiação e diz: 'Estou solteira'

Bruna Marquezine foi a mestre de cerimônias do 36º Prêmio Profissionais do Ano, realizado na Noite desta quarta-feira, 29, em São Paulo. Além da atriz, diversos famosos participaram do evento, entregando os troféus àqueles que se destacaram no mercado publicitário em 2014. Bruna escolheu um look bem chique para o evento. Ela usou um vestido Gucci, com um decote generoso nas costas e na lateral, que deixava sua tatuagem à mostra. Questionada se estaria namorando, a atriz foi bem direta: "Estou solteira, não pensei que tivesse alguma dúvida sobre isso". Ela contou que estava um pouco nervosa por apresentar prêmio. "Estou ansiosa. Se eu gaguejar nas primeiras frases é por isso (risos)", revelou. Bruna falou também de ser eleita a mulher mais sexy pela revista VIP. "Acho engraçado. Não me considero a mulher mais sexy, de verdade. Acho que toda mulher tem um lado sensual e explora isso de um jeito. O mais engraçado que no dia que saiu essa notícia, eu postei um vídeo andando de skate (risos)" Sobre o ano de 2014, ela disse: "Foi um ano muito bom, estou muito feliz. Tanto na minha vida pessoal, quanto na profissional. Ter trabalho fora do Brasil, com certeza, foi a coisa mais marcante, foi uma experiência nova, tanto quanto pessoa quanto como atriz". Bruna revelou ainda que consegue ser uma menina normal de 19 anos. "Amo ser atriz, se não fosse, não seria completa. E não perdi nada na minha vida com a profissão. Sei que às vezes não posso ir ao cinema com uma amiga ou sair para um barzinho, porque tenho compromisso profissional. Faz parte. Eu gosto". A atriz explicou como lida com os boatos e os paparazzi sempre a cercando. "É uma consequência do meu trabalho. Aprendi que eu sou responsável pelo que eu falo, não pelo que interpretam, mostram, inventam. Como comecei cedo, aprendi a lidar da melhor maneira possível com isso". Ela garantiu que não se incomoda com tudo isso: "Eu acho que isso é muito pequeno perto do que quero. Se eu deixar me desgastar com essas coisas, não vou conseguir ser feliz. Ter começado cedo me trouxe maturidade." Bruna explicou ainda sobre a história dela ter se tornado evangélica: "Sempre fui cristã, fui criada na igreja católica, minha família toda é católica, mas eu não gosto de rotular religião. Sempre fui assim. Tenho vários amigos evangélicos". (Ego)

Cruzeiro anula Santos e abre vantagem na semi da Copa do Brasil

Uma blitz inicial deu ao Cruzeiro a vitória no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil contra o Santos, realizada nesta quarta-feira, no Mineirão. A equipe mineira ganhou por 1 a 0 graças a um gol de William nos primeiros dez minutos. O clube paulista até reagiu no segundo tempo, mas pode se considerar sortudo de ir para o segundo jogo com apenas um gol de desvantagem, já que a arbitragem anulou um gol válido dos anfitriões na etapa complementar. A partida teve um início amplamente favorável aos donos da casa, que demoraram 10min para abrir o marcador. William arriscou da intermediária e acertou no pé de David Braz, que praticamente ajeitou de volta para o atacante cruzeirense chegar batendo de primeira, fora do alcance de Aranha, e colocar o time celeste na frente. O primeiro gol abalou ainda mais o Santos, que não conseguia acertar a saída de bola e logo cedia o controle do jogo de volta para o adversário. A equipe visitante só conseguiu se estabilizar em campo depois dos 30min, mas ainda assim não produziu boas jogadas de ataque, sequer conseguindo finalizar uma vez na direção da meta de Fábio até o intervalo. A etapa complementar começou melhor para o time visitante, que finalmente conseguiu um lance perigoso aos 5min, quando Gabriel cruzou para a área e Lucas Lima emendou de primeira, mas pegou estranho e mandou por cima da meta adversária. As duas equipes voltam a se enfrentar pela Copa do Brasil na próxima quarta-feira, às 22h, na Vila Belmiro. Antes disso, no entanto, ambos os times entram em campo no domingo, às 17h, pelo Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro recebe o Botafogo no Mineirão, enquanto o Santos encara em casa o Internacional.

Fla aproveita apoio da torcida e derruba Atlético-MG no RJ pela Copa do Brasil

O Flamengo deu um passo importante para continuar sonhando com o bicampeonato da Copa do Brasil. Em um Maracanã com bom público, 45.642 torcedores compareceram ao estádio nesta quarta-feira, os donos da casa fizeram uma boa partida e bateram o Atlético-MG por 2 a 0 pelo jogo de ida da semifinal da competição nacional. Cáceres, no primeiro tempo, e Chicão, de pênalti, na etapa final, foram os autores dos gols do triunfo. Além da vitória por dois gols de diferença, o mais importante a se comemorar é não ter sido vazado em seus domínios. Com isso, a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo leva uma ótima vantagem para a partida de volta, na próxima quarta-feira (5), às 22h, no Mineirão. Os cariocas podem até mesmo perder por um tento de diferença que avançam à final. Se balançarem as redes, a situação fica ainda mais confortável. Nesse caso, os mineiros precisariam vencer por três gols de diferença para eliminar o Flamengo. Apesar de um primeiro tempo muito truncado, com vários passes errados, o Flamengo conseguiu se sobressair e criou as melhores oportunidades da etapa inicial. Só não desceu para o intervalo com uma vantagem no placar porque Victor fez boas defesas e salvou o Atlético-MG.

Confira a lista dos 15 advogados mais renomados do Brasil

  1. Advogado Márcio Thomaz Bastos / Foto: GQ
A revista GQ, para saber quais são os advogados mais renomados, consultou os consultórios de advocacia brasileiros mais tradicionais, para, enfim, chegar a uma lista com os 15 advogados mais poderosos. Entre eles, está Márcio Thomaz Bastos, especialista em direito penal. O advogado já carrega, desde 2000, o título de um dos melhores criminalistas do Brasil, contanto com uma lista de clientes de peso: Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Roger Abdelmassih, médico condenado por abusar sexualmente de suas pacientes, acusou os assassinos do seringueiro Chico Mendes e o jornalista Antônio Pimenta Neves. Em 2003, Bastos assumiu o Ministério da Justiça, ampliando a sua biografia. Pierpaolo Cruz Bottini é outro nome da lista que trabalha com direito penal. Em 2012, o advogado conseguiu a absolvição do ex-deputado Professor Luizinho (PT-SP), no processo do mensalão. Segundo Pierpaolo, o caso o ajudou a fazer o seu nome: “Teve gente que assistiu à minha sustentação pela TV Justiça e me ligou para me contratar”, disse. Outro importante nome da lista é Antonio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido como Kakay, também especialista em direito penal. O advogado tem fama pela sua proximidade com o petista José Dirceu, mas já defendeu 17 ministros do governo FHC, em detrimento aos oito que defendeu durante o governo Lula. Kakay é hoje o criminalista mais requisitado de Brasília, e já chegou a defender Antônio Carlos Magalhães (ACM). Os outros nomes que constam na lista da GQ são: Marcelo Ferro, Édis Milaré, Jairo Saddi, Arnoldo Wald, Francisco Müssnich, Sérgio Bermudes, José Roberto Opice, Paulo Valois, Nelson Eizirik, José Luís de Oliveira Lima, Carlos Ari Sundfeld e Arnaldo Malheiros Filho.

Funcionários e ex-funcionários municipais recebem irregularmente Bolsa Família em Ilhéus


Uma fiscalização em Ilhéus descobriu cerca de mil funcionários municipais, ex-funcionários e cônjuges de servidores recebendo irregularmente Bolsa Família na cidade. Segundo o secretário de Desenvolvimento Social Jamil Ocké a iniciativa foi tomada ao perceber que várias famílias que se enquadram nos critérios não estavam recebendo o benefício. "Todo município ele tem a obrigação de fazer a fiscalização", explicou Ocké ao Correio24horas. "Quando assumi a secretária em 2013 a gente começou a fazer essa fiscalização, de maneira tímida, mas conseguimos fazer. Resolvemos fazer por lote, começando pelos servidores municipais e nossa surpresa foi perceber que tem servidores atuais e ex-funcionários, cônjuges, que estavam recebendo Bolsa Família e ao mesmo tempo são assalariados, alguns até com salários altos", diz. A auditoria continuará sendo feita com servidores estaduais e trabalhadores da iniciativa privada. Os beneficiários irregulares param de receber a Bolsa Família e podem até ter que devolver os valores recebidos. "A primeira coisa que a gente faz é bloquear o recebimento. A gente bloqueia, prepara o relatório social dessas famílias e manda para a Secretaria Nacional de Renda e Cidadania (Senarc), que é ligado ao Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), e aí imediatamente é feito uma avaliação para saber se teve má fé, se teve dolo... Averiguada essa questão, se eles acharem que foi má fé, fazem uma notificação à família, que tem prazo de 60 dias para se defender, direto para o MDS", explica o secretário.
"Tem gente que declara um dependente a mais que não mora de verdade com eles, outros deixam de declarar alguma coisa. Tudo será avaliado". "Não é todo mundo que chega e recebe, e nós estranhamos ver famílias pobres que não estavam conseguido o benefício", diz Ocké, explicando porque o município resolveu fazer a fiscalização agora. Ele diz que cada caso deve ser avaliado individualmente pelo Ministério de Desenvolvimento Social. Segundo ele, será investigado como as pessoas em questão conseguiram se inscrever no programa. Ele diz que alguns dos beneficiários podem já ter se enquadrado nos critérios para receber o Bolsa Família, mas não renunciaram ao valor ao melhorar de vida. "Tivemos um caso aqui de uma senhora que devolveu o cartão porque não precisava mais, mas nem todos fazem isso". Em Ilhéus, são 22 mil famílias atendidas pelo programa, em investimento de quase R$ 3 milhões.
Representantes do Ministério do Desenvolvimento Social não foram encontrados para comentar o caso.

Servidores do Judiciário cruzam os braços nesta quarta (29)

Trabalhadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) cruzam os braços por 24 horas nesta quarta-feira (28). Uma manifestação acontece em frente ao Fórum Ruy Barbosa, em Salvador. A mobilização reivindica reforma no Judiciário, que segundo Jorge Cardoso, diretor sindical, “está caótico”. Um dos problemas é a deficiência estrutural que adoece os servidores. O sindicato vai manter 30% dos servidores trabalhando durante a paralisação, conforme obriga a lei. O Sinpojud representa 6,1 mil servidores do Judiciário. (Bocão News)

Baianos receberam R$ 2,42 bilhões de transferências diretas do governo federal até agosto

Dados do Portal da Transparência do governo federal apontam que os baianos receberam, de janeiro a agosto de 2014, R$ 2.426.779.019,35, provenientes de transferências diretas do Bolsa Família, do Programa do Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e do Garantia Safra. A cifra revela o desafio dos próximos governantes de minimizar as condições de vulnerabilidade dos beneficiários, tanto no plano federal, com a reeleição de Dilma Rousseff (PT), quanto na esfera estadual, com a escolha de Rui Costa (PT). O Bolsa Família, maior programa de transferência de renda do país, foi responsável por mais de R$ 10 bilhões para famílias baianas nos últimos quatro anos, período em que Dilma esteve no Palácio do Planalto. No comparativo, a evolução do programa – e do benefício – cresceu mais de 45% no acumulado, sem levar em consideração 2014. Já via PETI, houve um decréscimo das bolsas. No primeiro ano de Dilma, em 2010, os baianos receberam R$ 592 milhões, enquanto que, em 2013, esse montante caiu para R$ 238 milhões. Já o Garantia Safra, que beneficia agricultores atingidos pela seca, sofreu uma ampliação – em decorrência da própria extensão da estiagem. Em 2011 foram R$ 15 milhões e, em 2013, pior momento da seca até agora, chegou a R$ 253 milhões. (BN)

Maior parte dos governadores terá maioria nas Assembleias Legislativas

Dos 27 governadores eleitos neste ano, 15 devem ter maioria nas Assembleias Legislativas de seus estados, de acordo com levantamento feito pelo G1. Outros 11 devem enfrentar problemas para aprovar propostas no plenário, já que a oposição deve ser mais numerosa. Já no caso do Distrito Federal, ainda não é possível saber como será a situação a partir de janeiro de 2015. Para determinar o total da base aliada, foram considerados os deputados estaduais cujos partidos integraram as coligações dos governadores eleitos. Também foram contabilizados os políticos das siglas que apoiaram os eleitos no segundo turno, quando este foi necessário. Por isso, o número pode sofrer alterações até 2015, já que as composições ainda estão sendo negociadas. A bancada com a maior "folga" é a do Amapá, em que Waldez Góes, do PDT, deve governar com o apoio de 20 dos 24 deputados estaduais eleitos - o que representa 83,3% do total. Apenas dois deputados do PSB e dois do PSOL devem lhe fazer oposição. Já entre os 11 estados em que os governadores terão minoria, a situação mais apertada é no Maranhão. Flávio Dino (PC do B) deve ter o apoio de apenas 13 dos 42 deputados, o que significa que 29 devem ser da oposição - ou 69% das cadeiras.Indefinidos: Em alguns estados, o número de deputados indefinidos - ou seja, cujos partidos não integravam nem a coligação do governador eleito, nem o da sua oposição sistemática - é elevado. Em São Paulo, das 94 cadeiras, pelo menos 52 devem ser da base do reeleito Geraldo Alckmin (PSDB), o que garantirá a maioria. Já 22 devem formar sua oposição, com deputados do PT, do PC do B, do PSOL, do PDT e também do PR, que integrou a coligação de Alexandre Padilha (PT). Outros 20, porém, foram eleitos por siglas da coligação de Paulo Skaf (PMDB) ou são independentes, sendo a maioria do PV e do PTB. Neste caso, ainda não é possível determinar se eles integrarão a base ou a oposição. No Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB) também deve ter a maioria - 24 dos 55 deputados eleitos. Os partidos que formaram a coligação de oposição de Tarso Genro (PT) elegeram 20 deputados. Entretanto, há quatro partidos que elegeram deputados, mas não apoiaram oficialmente nenhum candidato no segundo turno da eleição estadual. É o caso do PDT, com oito cadeiras, do PRB, com uma vaga, e do PSOL e do PV, que elegeram um deputado cada um.
Contra a sigla: Já no Distrito Federal, até o momento, apenas é possível saber que pelo menos 12 deputados devem apoiar Rodrigo Rollemberg (PSB). Os partidos dos outros eleitos ainda estão sem definição. Apesar de sua sigla ainda não ter se posicionado oficialmente, porém, Chico Vigilante, do PT, já declarou oposição. (G1)

Com reforma ministerial, Lobão volta ao Senado

Com imagem desgastada perante a presidente Dilma Rousseff, após rumores de ter nome envolvido no esquema bilionário de corrupção na Petrobras, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA) se prepara para deixar o cargo diante da reforma ministerial. Ao deixar o Ministério, Lobão reassume sua cadeira no Senado na primeira semana de novembro levando sua equipe para os cargos comissionados. (Bocão News)

Líder muçulmano anuncia: “Jesus Cristo está de novo entre nós”

O estudioso de profecias e autor Joel Richardson tem chamado atenção nos últimos anos por emitir sucessivos alertas sobre os “sinais dos tempos” nos tempos do fim. Seu mais novo documentário, chamado “Testemunha do Fim dos Tempos” traz entrevistas com diferentes pessoas, falando sobre o assunto.Sem dúvida, a mais intrigante é com Adnan Oktar, que comando um popular programa de TV na Turquia e já escreveu mais de 300 livros sobre o Islã. Oktar vem falando abertamente na Turquia sobre o messias muçulmano, chamado de Mahdi, que em breve se revelará ao mundo. Porém, ele avisa que antes disso, ocorrerá o retorno de Jesus, que os muçulmanos chamam de “profeta Isa”. Jesus teria como função ajudar o Mahdi em sua missão de converter o mundo todo ao Islã. Sua aparição seria para revelar que ele não é o filho de Deus, tampouco foi crucificado ou ressuscitou dos mortos. Ele contaria que, na verdade, é um seguidor do islamismo. Para provar sua condição, fará muitos milagres. Segundo Oktar, Jesus será muito persuasivo e mostrará que comanda os “jinnis”, os quais os muçulmanos consideram seres espirituais poderosos. Quando o mundo estiver pronto, terá início o governo de sete anos do Mahdi na Terra. Sendo um muçulmano sunita, tudo que Oktar está dizendo faz parte de uma tradição de centenas de anos e que é defendida até mesmo por influentes líderes xiitas. O aspecto que mais chama atenção é o fato de o Mahdi e Jesus já estarem no planeta Terra. É apenas uma questão de tempo até que se revelem. A tradição islâmica aponta que o Mahdi apareceria em entre os anos 1400 e 1500 no calendário islâmico. Os muçulmanos afirmam que estamos no ano 1435.

Veja pode ter mudança na direção de redação após capa que acusou Dilma e Lula

A revista Veja pode ter um novo núcleo de direção de redação em breve. De acordo com site Brasil 247, o presidente do Grupo Abril, Fábio Barbosa, convocou o diretor de redação Eurípedes Alcântara e os redatores-chefes Lauro Jardim, Fabio Altman, Policarpo Jr. e Thaís Oyama para jantar nesta segunda-feira (27). A pauta da conversa foi a situação criada com a capa sem provas, que rendeu dois direitos de resposta ao PT e custou à Abril a pichação à entrada de sua sede, na Avenida Marginal, em São Paulo. Barbosa teria ficado irritadíssimo com a repercussão negativa da capa de Veja, lançada às pressas, na sexta-feira (24).

FHC ressalta força do PSDB e dispara: "Lula tem obsessão por mim. Não tem credibilidade"

O ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), falou com jornalistas após o anúcio da vitória de Dilma Rousseff (PT) nas eleições. Ressaltando a força do PSDB, ele falou sobre o 'sentimento de mudança' que surgiu no segundo turno. "O que você acha se quase metade da população ficou do lado do PSDB? Claro que tem força", disse FHC a um jornalista no hall do edifício onde mora em Higienópolis, bairro nobre de São Paulo. "O PSDB mostrou, e não só o PSDB. Há um sentimento de mudança. Não é essa mudança da boca para a fora. É mudar os comportamentos, a orientação da economia, fortalecer a democracia, mudar o modo como ela [Dilma] apareceu na política externa. O PSDB tem posições nessa matéria toda e tem o respaldo de metade do País", declarou. FHC afirmou que o PT tentou "destruir" candidaturas adversárias propagando mentiras relacionadas aos seus mandatos na Presidência (1994-2002). "Por que mentir que nós queremos acabar com os bancos públicos? Nós estamos indo para um caminho que não é de comunismo, é de desfaçatez, de mudar a História", afirmou ele. O ex-presidente creditou os ataques ao seu sucessor, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "O Lula tem obsessão por mim, mais do que a Dilma. Com a Dilma eu fico triste. Ela não pensa assim. Com o Lula eu não fico nem triste, ele diz o que é necessário, oportuno da hora de dizer", disse. "Ele não tem credibilidade."

CBF anuncia construção de 15 CTs para formação de jogadores no país

Nesta segunda-feira (27), durante o 3º Encontro Técnico das Categorias de Base, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que irá construir 15 centros de treinamento para as divisões de base no Brasil. A preferência é de que os estados que não receberam jogos durante a Copa do Mundo recebam os CTs para a formação de atletas. O primeiro centro a ser construído terá sua sede no estado do Pará e a expectativa é que, até 2017, todos os centros estejam operando com uma metodologia de trabalho unificada. "A ideia é que cada centro trabalhe com 720 atletas, com um total de 10.800 jogadores em todo o país. Todos irão trabalhar com uma metodologia única de formação", afirmou o coordenador das categorias de base da CBF, Alexandre Gallo. Ainda serão beneficiados Acre, Roraima, Amapá, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Distrito Federal, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Alagoas, Espírito Santo e Santa Catarina. Pernambuco, que teve como cidade-sede da Fifa a capital Recife, também deve receber um centro de treinamento. Durante o evento, a entidade máxima do futebol brasileiro reuniu representantes de 40 clubes que disputam as Séries A e B do futebol nacional e divulgou que está trabalhando na criação do Campeonato Brasileiro sub-20 e da Copa do Nordeste sub-20. (Metro1)